Terça-feira, 17 Outubro, 2017

Greve dos funcionários dos Correios atinge 23 estados e o Distrito Federal

Junior Carvalho  Portal Itnet Junior Carvalho Portal Itnet
Marco Sousa | 01 Outubro, 2017, 01:26

Em caso de descumprimento, a Fentec estará sujeita à pena com multa diária de R$ 100.

Embora levantamento mostre que 90,59% do efetivo dos Correios do Brasil não aderiu à paralisação - o equivalente a 98.350 trabalhadores -, em algumas unidades a determinação do TST não está sendo cumprida. Além do sindicato de MS mais 30 sindicatos são representados na negociação com a direção da empresa pelo Comando de Negociação da FENTECT, que protocolou a Pauta de Reivindicações do Acordo Coletivo no dia 25 de julho.

Vale mencionar que ainda nesta terça (26), a proposta será levada para as assembleias dos sindicados filiados à Federação Interestadual dos Sindicatos dos Trabalhadores e Trabalhadoras dos Correios (Findect).

Por meio de nota, os Correios lamentaram a iniciativa da Fentect de entrar em greve.

Segundo o vice-presidente do sindicato, Moises Lima, as atividades seguem reduzidas por tempo indeterminado, até que os Correios busque fechar um acordo com os trabalhadores.

Funcionários dos Correios em SC mantêm greve nesta semana
95% dos trabalhadores aderem à greve dos Correios em Paranaguá

Com a decisão, os empregados que aderiram à paralisação devem retornar aos seus postos de trabalho imediatamente.

Os funcionários reivindicam aumento salarial de 8%, retorno do plano de saúde, lutam contra privatização da empresa e por mais segurança no trabalho. Além de adiar a negociação por três vezes e jogar vários temas para depois do combinado, a empresa segue retirando cláusulas e sugerindo alterações que ferem apenas os direitos dos trabalhadores.

A empresa alega que "essa atitude coloca em risco não apenas a qualidade dos serviços prestados pelos Correios aos clientes e à população brasileira, mas também prejudica o esforço de todos os empregados que, ao longo deste ano, trabalharam para reverter a situação financeira da empresa". A lista de estados e cidades que não estão recebendo os serviços específicos são: Alagoas, Bahia, Ceará, Distrito Federal, Espírito Santo, Goiás, Minas Gerais, Pará, Paraná, Paraíba, Piauí, Rio Grande do Sul e Santa Catarina, algumas cidades do interior de São Paulo e de Pernambuco.

Os Correios garantem que todos os serviços, inclusive o Sedex e o PAC, continuam sendo postados e entregues em todos os municípios e que a rede de atendimento está aberta em todo o país.

FC Porto goleia e é (para já) líder isolado
Na segunda parte, o FC Porto entrou pressionante e não precisou de muito mais para aumentar a vantagem. O máximo que a equipa de Vítor Oliveira conseguiu foi reduzir para 5-2, por Rúben Fernandes, aos 74'.

Torcida presta apoio ao Cruzeiro em último treino antes da final
A maior dúvida fica no ataque, mas a tendência é que Raniel seja o escolhido para iniciar a partida. O jogador não atua há duas semanas em virtude de uma lesão muscular na panturrilha.

Ryanair cancela voos de Novembro deste ano a Março de 2018
A companhia aérea irlandesa cancelou 2.100 ligações até ao final de outubro, afetando 315.000 passageiros em todo o mundo.

Alemanha. Merkel lidera sondagens. Extrema-direita bate recordes Alemanha. Merkel lidera sondagens. Extrema-direita bate recordes O Partido Social-Democrata (SPD), do líder Martin Schulz , deve conquistar 20% dos votos. Quase 62 milhões de alemães foram chamados às urnas para eleger o próximo governo.

Coreia do Norte diz que Trump declarou guerra Coreia do Norte diz que Trump declarou guerra Ri disse que Trump é " uma pessoa mentalmente perturbada cheia de megalomania e complacência ", com o dedo no "botão nuclear". Segundo os especialistas, seria uma possível réplica sísmica do tremor causado pelo teste nuclear de 3 de setembro.

Trump faz dura ofensiva contra a Venezuela na ONU Trump faz dura ofensiva contra a Venezuela na ONU Participam também do encontro o presidente do Peru, Pedro Pablo Kuczynski, e o da Colômbia, Juan Manuel Santos. Ele acrescentou que os Estados Unidos estão preparados para tomar atitudes, mas não detalhou quais seriam.