Среда, 13 Декабря, 2017

Previsões da Comissão abrem porta a saída dos défices excessivos

Bruxelas melhora previsões do défice Bruxelas melhora previsões do défice
Georgio Soares | 13 Мая, 2017, 01:09

"Depois de ter ficado em 2% do PIB em 2016, o défice público deverá manter-se abaixo dos 2% no horizonte de previsão", referem os técnicos de Bruxelas, nas previsões de primavera divulgadas hoje.

"Os riscos para as previsões orçamentais estão ligados às incertezas que rodeiam o cenário macroeconómico e às medidas de apoio à banca, que potencialmente farão aumentar o défice", aponta a CE.

A União Europeia elevou sua previsão para o crescimento da região este e no próximo ano para 1,9%, de 1,8% na estimativa anterior.

A Comissão Europeia estima que o défice orçamental português continue a descer, para 1,8% este ano e para 1,6% no próximo, abrindo assim caminho ao encerramento do Procedimento por Défices Excessivos (PDE).

Quanto às taxas de défice público e dívida, expressas em percentagem do Produto Interno Bruto (PIB), o executivo comunitário também antecipa que "diminuam em 2017 e em 2018, tanto na zona euro como no conjunto da União".

"Depois de uma performance forte na segunda metade de 2016, o crescimento económico de Portugal deve aumentar ainda mais em 2017, antes de abrandar em 2018".

Читайте также: Paris. Vasta operação policial em curso na Gare du Nord

A Comissão estima que também o mercado de trabalho continue a recuperar, com o desemprego a descer para 9,9% este ano e depois para 9,2% no próximo, em linha com o que prevê o Governo, ao mesmo tempo que os custos unitários de trabalho devem aumentar de forma modesta e "em linha com a tendência da maioria dos parceiros comerciais".

As projeções de hoje mostram também uma melhoria face às previsões de inverno, quando Bruxelas estimava que o défice se situaria nos 2% em 2017 e nos 2,2% em 2018, sendo que a Comissão Europeia continua hoje a mostrar-se preocupada com os impactos da operação de capitalização da Caixa Geral de Depósitos (CGD).

A previsão é de um crescimento de 1,8% do PIB português este ano e 1,6% no próximo.

"Pela primeira vez, prevemos que todos os países da UE sem exceção registrarão um crescimento tanto este ano de 2017 como em 2018", afirmou em entrevista coletiva o comissário europeu de Assuntos Econômicos, Pierre Moscovici.

"Regras são regras, agendas são agendas, e não vou antecipar decisões que ainda não foram tomadas". Garantiu, no entanto, que o executivo comunitário "vai voltar em breve" a analisar o assunto e que os números agora conhecidos representam "obviamente um bom sinal". "Isto são boas notícias, os esforços estão a produzir frutos", referiu Moscovici.

Já a taxa de endividamento deverá passar de 91,3% do PIB em 2016 na zona euro para 90,3% em 2017 e 89,0% em 2018, enquanto na UE deverá recuar dos 85,1% em 2016 para 84,8% em 2017 e 83,6 no próximo ano.

При любом использовании материалов сайта и дочерних проектов, гиперссылка на обязательна.
«» 2007 - 2017 Copyright.
Автоматизированное извлечение информации сайта запрещено.

Код для вставки в блог

Miley Cyrus lançará novo single "Malibu" no próximo dia 11 Miley Cyrus lançará novo single As mudanças não estão apenas em sua carreira, mas também em sua vida pessoal, como ela contou à publicação: "Isso é loucura". Miley contou que tem passado boa parte do seu tempo no estúdio de gravação, onde tem criado um novo álbum, ainda sem título.

Zika: Brasil declara fim da emergência Zika: Brasil declara fim da emergência Das 13,490 notificações de casos suspeitos e microcefalia recebidos pelo Ministério da Saúde , 2,653 foram confirmados. Nesta quinta-feira (11), o Ministério da Saúde anunciou o fim da emergência nacional para zika.

Paquitas armam surpresa para Xuxa Meneghel durante show no Rio — XuChá Paquitas armam surpresa para Xuxa Meneghel durante show no Rio — XuChá A festa de lançamento da turnê nacional Xuchá, no Rio, prometia fortes emoções na noite desta sexta-feira (28). Xuxa não voltou para o bis e saiu rapidamente do Metropolitan, que fica na Barra da Tijuca, Zona Oeste do Rio.