Среда, 13 Декабря, 2017

Macron toma posse como presidente e defende uma "França forte"

Brigitte Macron- AFP 1 de 2 Emmanuel Macron e Brigitte Trogneux no dia 7 de maio de 2015- AFP Arquivos 2 de 2 Brigitte Macron- AF
Viriato Gomes | 15 Мая, 2017, 01:43

Ele viaja a Berlim na segunda-feira para se encontrar com a chanceler alemã Angela Merkel.

Frente aos "excessos" do mundo, "precisamos de uma Europa mais eficaz, mais democrática, mais política, pois é o instrumento de nossa força e de nossa soberania", assegurou diante de centenas de convidados reunidos no salão de festas do Eliseu para a cerimônia de posse. "O trabalho será lançado, as empresas serão apoiadas, a iniciativa será encorajada, a cultura e a educação que são a base da emancipação, a criação e a inovação, estarão no coração da minha acção".

Diante dos convidados, o Presidente investido iniciou o discurso de tomada de posse, lembrando que no passado dia 7 de Maio os franceses escolheram "a esperança e o espírito de conquista".

"O mundo e a Europa precisam mais do que nunca da França, de uma França forte, que erga alta a voz da liberdade e da solidariedade, de uma França que saiba inventar o futuro", afirmou Macron na cerimônia.

Macron, que não apresentou candidatura em nenhuma eleição anterior, conseguiu eliminar candidatos dos partidos tradicionais de centro da França, e vai governar o país até 2022. O ex-presidente ainda disse que "levaria cinco anos" para citar todas as conquistas de seu governo, mas disse que "a história vai se lembrar" que, durante seu mandato, "foi aprovado o casamento entre pessoas do mesmo sexo".

Embora proponha maior controle nas fronteiras, Macron defende engajamento com a União Europeia e diz assumir sua "justa parte" na acolhida de refugiados diante da maior crise na imigração que o continente enfrenta desde a 2ª guerra mundial.

"Uma nova página se abre para a #França, um novo impulso para a Europa", escreveu o presidente da Comissão Europeia, Jean-Claude Juncker, em sua conta do Twitter.

Читайте также: Morreu a tentar salvar jovem casal de afogamento na Costa de Caparica

Macron se dirigiu posteriormente ao Arco do Triunfo, embarcando em um veículo militar que subiu a Champs Élysée, onde depositará flores sobre o túmulo do soldado desconhecido. Ainda haverá um discurso na sede da Prefeitura de Paris.

O presidente eleito assumiu a chefia do Estado.

Macron, europeísta fervoroso, quer impulsionar uma cooperação mais estreita com a maior economia da zona do euro para ajudar o bloco a superar a iminente saída do Reino Unido, outro de seus membros mais poderosos.

Depois, Macron planeja realizar uma visita às tropas francesas, sem dúvida em algum país da África.

Emmanuel Macron dirigiu-se de seguida para a sala de festas do palácio presidencial onde Laurent Fabius, presidente do Conselho Constitucional, proclamou o resultado oficial das eleições e declarou ao novo Presidente que "o seu sucesso será o sucesso da França".

Hollande entregou as chaves do Eliseu mas, diferentemente de seu antecessor Nicolás Sarkozy, não anunciou sua retirada da vida política.

При любом использовании материалов сайта и дочерних проектов, гиперссылка на обязательна.
«» 2007 - 2017 Copyright.
Автоматизированное извлечение информации сайта запрещено.

Код для вставки в блог

Defesa de Lula pede mudança em gravação de audiências da Lava Jato Defesa de Lula pede mudança em gravação de audiências da Lava Jato A Diretoria de Serviços, que Duque comandou, era cota do PT na Petrobras, afirmam os investigadores. A decisão foi tomada após a defesa de Lula entrar com pedido na própria quarta.

Neymar, Santos e Barcelona serão julgados na Espanha Neymar, Santos e Barcelona serão julgados na Espanha Além disso, no auto da abertura do julgamento oral, o juiz também impôs uma fiança conjunta e solidária de 3,4 milhões de euros. O jogador irá a tribunal, juntamente com o presidente do Barcelona Josep Maria Bartomeu e o antigo presidente Sandro Rosell.

Paquitas armam surpresa para Xuxa Meneghel durante show no Rio — XuChá Paquitas armam surpresa para Xuxa Meneghel durante show no Rio — XuChá A festa de lançamento da turnê nacional Xuchá, no Rio, prometia fortes emoções na noite desta sexta-feira (28). Xuxa não voltou para o bis e saiu rapidamente do Metropolitan, que fica na Barra da Tijuca, Zona Oeste do Rio.