Quinta-feira, 19 Outubro, 2017

Ex-agente transgênero Chelsea Manning deixa prisão nos Estados Unidos

Manning deixa prisão nos EUA 7 anos após revelar segredos para WikiLeaks Chelsea Manning vai sair em liberdade ao fim de 7 anos de prisão
Viriato Gomes | 19 Mai, 2017, 00:30

Condenada originalmente a 35 anos de prisão por vazar dados ao WikiLeaks, Chelsea teve sua sentença comutada em janeiro de 2017 pelo ex-presidente Barack Obama em uma das suas últimas ações no cargo.

Considerada o pivô de um dos maiores escândalos do exército norte-americano, Chelsea Manning finalmente foi liberada após sete anos em uma prisão militar.

Chelsea, antes Bradley Manning, foi condenada a trinta e cinco anos de prisão por divulgar cerca de setecentos mil documentos militares e diplomáticos relacionados com as guerras no Afeganistão e no Iraque no site Wikileaks. Ela conta que, agora que está livre, vai poder completar sua transição para mulher transgênero. Ela tentou se suicidar duas vezes no ano passado.

Cristiano Ronaldo coloca o Real Madrid muito perto do título
Cristiano Ronaldo voltou a ser decisivo ao marcar mais dois golos (leva 13 nas últimas oito partidas), um em cada parte. O Barcelona recebe o Eibar , às 15 horas (de Brasília), enquanto o Real Madrid visita o Málaga no mesmo horário.

Volvo e Google fecham parceria para novo sistema de entretenimento
Isso, para Blau, é a sua principal vantagem e está uns furos acima da Alexa, da Amazon, e bastante mais acima em relação à Siri. Se o assistente mira a rival Apple, o Google Home terá como alvo o Amazon Echo.

Facebook contratará 3 mil pessoas para filtrar conteúdos violentos
Estes novos funcionários vão monitorizar todo o conteúdo do Facebook e não só os vídeos em directo, esclareceu a empresa. Depois da emissão em direto de vídeos de suicídios e homicídios, no Facebook , a rede social prometeu tomar medidas.

No instagram, Manning também partilhou fotografias de alguns momentos que viveu em liberdade, como a "primeira pizza quente e gordurosa" e de um brinde "à liberdade e a um novo começo". A Amnistia Internacional julgou o tempo que Manning ficou em Quantico como "tortura", já que ela foi submetida à privação de sono, nudez forçada e diversas formas de tortura psicológica por delatar ao mundo os crimes cometidos pelo governo norte-americano.

Manning foi condenada por 20 delitos, entre os quais espionagem, mas foi absolvida da acusação mais grave, de "ajuda ao inimigo".

Manning não pôde fugir do país, como fez Edward Snowden, que em 2013 publicou documentos que mostravam que a Agência de Segurança Nacional (NSA) coletava informações das comunicações de cidadãos americanos. Manning também se tornou um ícone para os ativistas transgêneros. Este processo será mais rápido fora da prisão, disse Manning. Ou seja, mesmo em liberdade, Mannning deve continuar lutando para que sua sentença seja derrubada. Por isso, não receberá salário algum do exército, embora possa utilizar o plano de saúde oferecido pela corporação para dar continuidade aos seus tratamentos de redesignação sexual.

Previsões da Comissão abrem porta a saída dos défices excessivos Previsões da Comissão abrem porta a saída dos défices excessivos A União Europeia elevou sua previsão para o crescimento da região este e no próximo ano para 1,9%, de 1,8% na estimativa anterior.

Saiba quanto custa a presença vip de Emilly Araújo e Viviam Amorim Saiba quanto custa a presença vip de Emilly Araújo e Viviam Amorim Segundo o colunista Fernando Oliveira, do jornal 'Agora São Paulo', a estudante ganha R$ 8 mil por cada post. O próprio ator já havia dito que não era a gaúcha quem apareceu em uma foto atrás de Thierry Figueira.

Macron toma posse como presidente e defende uma "França forte" Macron toma posse como presidente e defende uma Depois, Macron planeja realizar uma visita às tropas francesas , sem dúvida em algum país da África. Ele viaja a Berlim na segunda-feira para se encontrar com a chanceler alemã Angela Merkel.