Sexta-feira, 23 Junho, 2017

"Vivemos tempos sombrios" — Raduan Nassar

Roberto Freire entregando o Prêmio Luís de Camões a Raduan Nassar Roberto Freire entregando o Prêmio Luís de Camões a Raduan Nassar
Ubaldo Abreu | 19 Fevereiro, 2017, 00:29

O ministro da Cultura, Roberto Freire (PPS-SP) provocou um bate-boca na entrega do Prêmio Camões, na manhã desta 6ª feira (17.fev.2017) em São Paulo.

Mas devem ter sido longos minutos para Raduan.

Pelo visto, prevendo que o autor de "Lavoura Arcaica" faria um contundente discurso sobre o governo de Michel Temer, o Ministério da Cultura inverteu a ordem tradicional da cerimônia. Em vez de falar por último, Raduan foi o primeiro.

Isso permitiu que o ministro Roberto Freire falasse por último, causando constrangimento geral com uma resposta agressiva à Raduan, que acusou o governo de golpista.O ministro sugeriu que o escritor não deveria aceitar o prêmio.

Disse ainda que "o prêmio é dado pelo governo democrático brasileiro e não foi rejeitado" pelo autor. "Quem dá prêmio a adversário político não é a ditadura!", teria dito o ministro, segundo o El País.

O clima era tenso.

Fátima Bernardes se preocupa com travessuras do pai: 'Corre na escada rolante'
Fique ligado no Diário 24 Horas para não perder nenhum detalhe sobre os famosos nacionais e internacionais. Então, quem está assistindo vê o quanto eu me divirto, e acho que isso acaba contagiando as pessoas.

MPF denuncia Eike, Cabral e mais seis pessoas na Operação Eficiência
O juiz Marcelo Bretas também determinou o bloqueio de quase R $ 5 milhões encontrados em contas de Adriana Ancelmo. Eike foi denunciado por duas ações de corrupção ativa e duas de lavagem de dinheiro.

Fábio Jr sangra para promover série da Netflix
Com roteiro de Victor Fresco e 13 episódios na primeira temporada, a série da Netflix estreou no início de fevereiro no catálogo. No vídeo, o cantor avisa: "Hoje eu quero contar para vocês a história de um amor visceral".

Freire discursou em seguida.

Raduan Nassar, de 81 anos, filho de imigrantes libaneses, apesar de ter apenas três livros publicados é comparado a autores como Guimarães Rosa e Clarice Lispector. Disse que "estamos vivendo um momento democrático e que é muito diferente do período de ditadura". Raduan ainda chamou Moraes de "figura exótica" e criticou o Superm Tribunal Federal: "Coerente com seu passado à época do regime militar, o Supremo propiciou a reversão da nossa democracia". "Não há como ficar calado", concluiu. "Vivemos tempos sombrios, muito sombrios: invasão na sede do Partido dos Trabalhadores em São Paulo; invasão na Escola Nacional Florestan Fernandes; invasão nas escolas de ensino médio em muitos estados; a prisão de Guilherme Boulos, membro da Coordenação do Movimento dos Trabalhadores Sem Teto; violência contra a oposição democrática ao manifestar-se na rua".

"Mesmo de exceção, o governo que está aí foi posto e continua amparado pelo Ministério Público e de resto pelo Supremo Tribunal Federal". "Esses fatos configuram por extensão todo um governo repressor".

"Em sua decisão, o ministro [Celso de Mello] acrescentou um elogio superlativo a Gilmar Mendes por ter barrado Lula para a Casa Civil. Dois pesos, duas medidas".

Roberto Freire, Ministro da Cultura do governo em exercício. Da plateia, ainda segundo a Folha, ouviram-se vaias ao ministro e um coro "Fora Temer".

Em nota posterior, o Ministério da Cultura acusou o Partido dos Trabalhadores de tentar partidarizar o evento interrompendo o discurso do ministro. "Apesar de ser um adversário político do governo, Raduan recebeu o prêmio, legitimando sua importância", observava ainda o texto.

MPF pede plano de atendimento à febre amarela em Volta Redonda, RJ MPF pede plano de atendimento à febre amarela em Volta Redonda, RJ A medida preventiva da Secretaria de Saúde quer evitar uma possível falta do medicamento em suas unidades de atendimento. Desde o início do ano já foram efetuadas 1.214 notificações de febre amarela nos centros de saúde de todo o país.

Repórteres brasileiros que investigam Odebrecht são presos na Venezuela e depois liberados Repórteres brasileiros que investigam Odebrecht são presos na Venezuela e depois liberados ONG Transparência Venezuela classificou como 'sequestro' detenção pelo serviço de inteligência do país. A Comissão de Controladoria intimou para esta semana os representantes legais da empresa na Venezuela.

Ludmilla critica SBT por contratar jornalista que a chamou de 'macaca' Ludmilla critica SBT por contratar jornalista que a chamou de 'macaca' Partilhe suas opiniões de forma responsável e educada e respeite a opinião dos demais. Com essa formatação, o Primeiro Impacto tende a ficar ainda mais teatral.